Avalie este item
(0 votos)
27/08/2018 No caminho encontramos dois motociclistas, Pescador de Goiás e o de amarelo que não me recordo seu nome de Seatle/EUA e estava retornando para América do Norte. Esse dia dormimos em Sapezal/MT 28/08/2018 Eu e o Leonel Continuamos para Cuiabá/MT onde ficamos no MC Lunáticos, bem recebidos pelo amigo Marcos Rosada, enquanto que o Wolter e o Clark foram pra Nova Olimpia ver o amigo Zé Roberto. Por aqui tivemos que ficar um pouco mais de tempo, a moto do Leonel quebrou e teve que ser levado na CC Yamaha de Cuibá, já que estava na garantia. Durante a espera fui fotografa a sede do governo do MT. No outro dia disseram que levaria mais quatro dias para que a moto do Leonel ficasse pronta, então conversamos e ele resolveu acionar o seguro e levar a moto de guincho pra Curitiba onde faria o serviço. Leonel retornou para Curitiba de avião e segui solo até chegar em casa. Mas antes uma visita ao amigo Ravedutti em Campo Grande.
Última modificação em Quinta, 10 Setembro 2020 14:18
Avalie este item
(0 votos)
22/08/2018 Agora vamos enfrentar 670 km de uma estrada totalmente estranha pra gente, as informações da Jane é que a estrada esta meia boca, com pedaços bons, pedações ruins, no geral estava ruim mesmo. E o primeiro perrengue aconteceu comigo, pneu furado no meio do nada, não havia borracharia e não teve jeito, desmontei o pneu e concertei, mas encher como? Por sorte um local que passou por lá de CG tinha uma bomba, porque é comum furar pneus e as pessoas tem que se arrumar. Depois de concertar andei por mais 40 km e novamente o pneu furou e dessa vez complicou, eu havia deixado a câmara reserva em Porto velho na casa do TOP. A solução foi eu tirar a roda e seguir pela estrada com a moto do Leonel e por sorte há 10 km havia o pátio da empresa que faz a manutenção da estrada e me autorizaram ir até a borracharia. De primeira o borracheiro disse que havia degolado o ventil e teria que providenciar outra câmara, mas onde iria eu arrumar outra câmara já que estávamos há 200 km de Cruzeiro do Sul. Já meio desnorteado o borracheiro lembrou que tinha uma câmara usada…
Última modificação em Quinta, 10 Setembro 2020 13:56
Avalie este item
(0 votos)
Dia 16/08/2018 Com o segundo objetivo já alcançado em Uiramutã, chegou a hora de voltar a descer, agora até Porto Velho/RO, novamente passando pela BR-319. Hora de se despedir do Walter Borges. O Dia de hoje pernoitamos em Presidente Figueiredo. 18/08/2018 Dia de enfrentar a BR-319 novamente, saimos do Pernoite e tocamos direto para o Porto da Ceasa, passamos com a balsa para o outro lado e ainda tocamos até a Pousada Vila Rica. 19/08/2018 A noite passada foi de interação, o proprietário vive por lá desde o inicio da estrada, um Paranaense que junto de sua esposa vivem esquecidos as margens da rodovia. Foi muito bom ouvir a verdadeira história da BR-319. Choveu durante a noite e prometia mais chuva, mesmo assim arrumamos nossas motos e seguimos para um dos mais difíceis dias da viagem. A rodovia já é desafiadora em dias normas, sem chuva, imagina agora. Rodamos a manhã toda com chuva, atoleiros, quedas, pontes que assustavam. Dia muito difícil, mas vencemos e continuamos até Humaitá/AM onde dormimos pra continuar no outro dia até Porto Velho/RO 20/08/2018 No apoio em Porto Velho com o amigo TOP GUN do MC Odisseus. 21/08/2018 Agora os faróis das motocas apontam para…
Última modificação em Quinta, 10 Setembro 2020 11:31
Avalie este item
(0 votos)
Os Araras de aço é um dos motoclubes mais antigos daqui da região de Belém-PA nós temos como nosso forte dar apoio aos estradeiros que passam por Belém. Você sabe que no motociclismo o sentimento de irmandade é muito forte e todos que precisam de ajuda no nosso meio, seja motociclista, seja viajante no modo geral, nós estamos dispostos a ajudar. Estar em cima de uma moto representa pra mim o espirito de liberdade, de você estar incorporado a natureza e isso não tem dinheiro que pague. Hoje quando vemos um mundo com essa falta de amor que existe, acho que temos que fazer a diferença de alguma maneira pra resgatar e deixar as pessoas um pouco mais humanas e para mim não existe nada mais gratificante dos apoios que eu dou aqui aos irmãos de todo o mundo. Já tive aqui pessoas praticamente de todos os continentes aqui. Existe muita gente boa neste mundo, ainda existe, e eu espero que em um futuro próximo as coisas voltem realmente ao que eram antes e que as pessoas voltem a ter mais amor mais sentimento ao próximo. Assista ao vídeo aqui VIVA A #LIBERDADE! Filmando de São Luís para Macapá, fazendo…

Vídeo relacionado

Última modificação em Terça, 25 Agosto 2020 12:33
Terça, 25 Agosto 2020 10:10

Chaco paraguaio

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Aqui faço um pequeno relato de uma expedição que eu de MCRondon Pr, Edson Reiter e Cesar Beloni de Dourados Ms fizemos para o Chaco paraguaio em agosto de 2018. Depois de muitas reuniões, inicialmente com 54 interessados em fazer a expedição, um mês antes tinham 27, 12 dias antes 8, uma semana antes três rsrsrs. Sai de MCRondon Pr e me encontrei com os dois irmãos em Dourados e de lá seguimos rumo a Porto Murtinho Ms, divisa com o Paraguai, onde nos encontramos com nosso apoio, Franz nativo da região do chaco e um baita conhecedor da região. Atravessamos no mesmo dia para adiantar os tramites da documentação para sair no dia seguinte bem cedo. A Noite o Franz juntamente com seu pai e tio nos brindaram com um baita churrasco. NO dia seguinte carregamos tudo sobre a caminhonete do Franz e nos largamos estrada a fora. Sabíamos que seria difícil, seriam apenas 641 km, mas todos, absolutamente todo o trajeto por estrada de chão. Eu fui com uma Honda CB500X e os outros dois com suas Teneres 250. Chegamos em Filadélfia a tardinho, isso que rodamos só 312 km. A noite fomos recebidos pelo MG do Franz…
Última modificação em Terça, 25 Agosto 2020 10:26
Avalie este item
(0 votos)
12/07/2018 Levantamos, arrumamos a tralhas nas motos, esperamos o nosso guia Valdemir chegar e então partimos em direção a Miranda, para nosso primeiro passeio turístico da viagem, o objetivo principal e chegar a Corumbá pela estrada parque. Primeira parada em Miranda, abastecemos as motocas, tomamos um café em um local que tem um casarão antigo, novamente “Tipa”. Depois daqui ainda passamos pela famosa “Maria do Jacaré”, um local na beira da rodovia em uma ponte, onde se pode chegar bem próximo dos Jacarés, até tocar neles, mas nada de ver da Dona Maria, ela não estava. Melhor não arriscar chegar tão perto né. Ainda com um bom tempo de sol, chegamos à entrada da estrada Parque, nosso destino para esse dia era chegar na pousada São João que já estava pré agendada para nosso pernoite, pelo caminho a beleza do Pantanal. Ao final da tarde, depois de passar por várias pontes, lugares incríveis, finalmente chegamos até a pousada, onde fomos recepcionados pelo proprietário, um senhor muito educado que a noite esteve com a gente degustando um bom vinho. E assim, com o maravilhoso visual do Pantanal ao nosso redor, esperamos o anoitecer com muita conversa e ainda extasiados com tamanha…
Última modificação em Quarta, 01 Abril 2020 00:03
Avalie este item
(0 votos)
EXPEDIÇÃO BICHO VEIO NA AMAZÔNIA Diário 10/07/2018 Agora com todos os integrantes da Expedição, marcada a saída para 06h de frente a minha casa, o Leonel que estava na casa do Gilberto Biazus chegou no horário, tiramos a foto a partimos para a tão sonhada viagem. Juntamente com a gente, alguns motociclistas do Moto Grupo Bicho Véio, irão nos acompanhar até o pantanal Sul, onde iremos ficar em Aquidauana com o nosso amigo e motociclista Valdemir Mendes que será o nosso guia por dois dias lá pelo Pantanal. Saímos todos felizes por, com muitas expectativas, curiosos e ansiosos, assim no segundo dia da Expedição se formava o grupo de amigos que por vários dias serão os protagonistas dessa bela aventura. Alguns integrantes do Moto Grupo Bicho Veio, que tem sede em Soledade/RS VANDERLEI LUZ MARCELO GABRIEL SCHADLER SANDRO MANTELLI JAIR DUARTE Passo Fundo/RS Toledo/PR Toledo/PR Cascavel/PR Vanderlei já acompanhava desde Soledade o Doico, e no caminho fomos incorporando ao grupo outros membros do Bicho Véio que foram com a gente até o Pantanal, Jair Duarte em Cascavel/PR. Pegamos um dia de frio que nos acompanhou até Dourados/MS onde pernoitamos na sede da Associação dos funcionários da Embrapa, no apoio Veimar…
Última modificação em Terça, 31 Março 2020 23:01
Avalie este item
(0 votos)
EXPEDIÇÃO BICHO VEIO NA AMAZÔNIA Integrantes da Expedição 09/07/2018 Nesse dia eu fiquei por casa enquanto todos os demais integrantes iniciavam a viagem, como eu estava no caminho, minha casa foi o ponto de encontro com todos. ARMANDO DOICO Conhecido por “Doico’, o mais velho da expedição, em 2018 completava 70 anos de idade. Doico saiu de sua residência em Melo no Uruguai e veio até palmeira das Missões/RS onde se encontrou com Marcos Palmeiras, o Marcos Palmeiras, os dois foram os idealizadores dessa Expedição ao Norte do Brasil. Moto: XT 250 Ténéré ano: 2014 MARCOS EUGÉNIO DE OLIVEIRA Marcos Palmeiras já com o Doico, seguiram viagem saindo de Palmeira das Missões/RS, o primeiro destino era até Francisco Beltrão/PR na minha casa e pelo caminho ainda se encontrariam com o terceiro integrante da Expedição, o gaúcho Deniz Gauze Santos, nascido e criado no Rio Grande do Sul, mas atualmente residente em Porto Velho/RO e no momento em viagem pelo Sul do Brasil. Moto: XT 250 Ténéré ano: 2014 DÊNIS GAUZE SANTOS Nosso terceiro integrante “Tchê”, gaúcho de coração, primo do Doico, reside em Porto Velho mas como tem raízes ainda no Rio Grande do Sul, estava viajando pelo Sul e…
Última modificação em Segunda, 30 Março 2020 13:48
Segunda, 09 Março 2020 16:20

Parque Estadual de Canudos

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Mario Luis Borges e Lu Stipp no Parque Estadual de Canudos, na Bahia. Lugar que foi palco da guerra de Canudos em 1896/97.
Segunda, 28 Janeiro 2019 10:00

Revisitando o Atacama 2018

Escrito por
Avalie este item
(2 votos)
Revisitando o Atacama 2018 Passados nove anos de nossa primeira passagem pelo deserto do Atacama, resolvemos refazer o mesmo percurso de 2009, apenas para curtir um pouco de estrada e também para a mais nova Cuturneira (Paula) ser apresentada a Cordilheira dos Andes. Optamos pelo mesmo percurso, no mesmo sentido, apenas com uns pontos diferentes para pernoite. Sabidamente iremos enfrentar algumas situações novas, seja pelo dinamismo da mãe natureza, seja pela época do ano menos apropriada para viajar em moto pela região andina em que nos encontraremos no retorno. Quinta (01/02/2018) Dia 01: Passo Fundo (RS) – Quaraí (RS) – 667 km Ao sair de casa pela manhã, com temperatura nos agradáveis 21°C, o hodômetro da moto apontava modestos 2.146 km, marcando a iniciação de minha nova companheira de longas viagens, uma Suzuki DL 650 V-strom XT ano 2018. A primeira parada para abastecimento foi em Santa Maria, foi onde avisei ao amigo Eder Velasque, do Campanas Moto Grupo de Alegrete, que passaria em sua cidade para dar um abraço e trocar algumas palavras. Cheguei aos pagos alegretenses por volta das 14 h, o Eder me aguardava na entrada da cidade para me guiar até sua casa, onde fui recebido…
Última modificação em Terça, 12 Março 2019 11:20
Sexta, 25 Janeiro 2019 19:21

Onze Motociclistas, onze destinos

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)
Onze Motociclistas, onze destinos. Himalaia
Última modificação em Terça, 12 Março 2019 16:05
Avalie este item
(1 Votar)
Fernando Nienkotter foi até a casa do expedicionário Edson Mesadri, que já esteve no Alaska, para bater um papo descontraído.
Última modificação em Terça, 12 Março 2019 16:05
Avalie este item
(3 votos)
16/05/2018 Aimogasta X Santa Fé Você está pensando, mas está de moto ou avião para andar tanto assim em um dia ... (risos). Eu ficaria pela argentina até sábado, mas consegui ganhar tempo nos últimos 2 dias, graça as oportunidades e trechos sem muitas paradas. Queria chegar ao Rio Grande do Sul em um passeio de motos organizado pelo grupo Bicho Véio de Soledade no Rio Grande do Sul Seguido por Eduardo, RN38 onde passamos por uma bela estrada, não há Valle Hermoso à esquerda seguindo pelo Camino Del Cuadrado, uma vez toda curvada, com uma bela visão da Reserva Municipal Hidrica Recreativa Natural Los Quebrachitos. Esse caminho além de bonito desvia toda a grandiosa cidade de Córdoba. Já na RN19, quando comprei-nova, uma frota firme firme e forte. Em Santa Fé procurando por um hotel um taxista perguntou se eu estava perdido, expliquei que procurava algo para passar a noite, nada muito caro. Interessante como nossos hermanos são prestativos, o cara disse para a seguinte, parando na porta de um hotel, como as minhas fotos para ele e fui fazer o check-in. Depois de arrumar as coisas no quarto, foiregular uma corrente que estava um pouco frouxa e também…
Última modificação em Terça, 12 Março 2019 11:07
Avalie este item
(1 Votar)
11/05/2018 Susques (Argentina) X San Pedro de Atacama (Chile) Amanheceu e o que faz esqui mais 5 graus, baah, vai ser de congelar como orelhas (risos). Comida e bebida, café e café da manhã pelo hostel. Quando alguém bate as mãos e os pés já estão em um picolé de gelados, nenhum corpo calvo às máquinas térmicas, à medida que segue mais a altitude ficava chegando aos 4.831 como pude registrar. Na aduana tudo tranqüilo, feito nos treinos legais e continua na viagem, não há mais países para fotos, cada vez mais chegando ao Fim do mundo (Ushuaia) . A esperança chegou a hora, mais uma conquista e muitas historias para contar, uma emoção e felicidade dentro do capacete são indescritíveis. San Pedro de Atacama é uma cidade praticamente voltada para turismo, onde estão os quartos separados para todos os bolsos e gostos, ficari hospedada por 3 dias, entre amigos do Rio e São Paulo no Hostal Cruz de Atacama, na rua Toconao com a Caracoles, qualquer outro tipo de luxo, mas o preço de 8.000 pesos por dia estava super tranquilo. É aqui em San Pedro que estão como agências de turismo de onde sair para visitar o Deserto…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 20:10
Avalie este item
(1 Votar)
13/05/2018 San Pedro de Atacama O passeio de madrugada e com um passeio frio não é fácil, o passeio para os irmãos está às 5 horas, localizado a 90 quilômetros de São Pedro, a quase uma hora da praia da Bolívia em uma altitude acima de 4.300 metros. Nosso guia Carlos passou como instruções em espanhol e inglês. A entrada custou 10 mil pesos (60 reais), ou seja, entre o tour ea entrada custaram uns 160 reais, na entrada do campo geotérmico há um termômetro. No dia em que foram marcava 14 graus abaixo de zero. Nenhum ano pode chegar a 30 graus negativos. Pensa que a coisa não é meio de um vulcão. O episódio começa bem cedo, mais ou menos às 6h da manhã. Enormes fumarolas escapam através de buracos e fendas sem solo. Lenços de arraste de água entram em contato com as pedras quentes, provocando pequenas explosões. Quarenta minutos após a nossa chegada, nosso guia preparou o café da manhã, servido ali mesmo. Em seguida, quem quiser pode ir para uma piscina termal que fica no próprio campo geotérmico, uma água da terra entre 40 e 50 graus é incrível. Não me encorajei a entrar na…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 18:49
Avalie este item
(1 Votar)
09/05/2018 Termas de Rio Hondo X Salta O dia não tinha sido esclarecido e estava seguindo para Salta, via Tafí Del Valle e Cafayate. Por que eu fiz isso? Por que uma vez por todas as partes? mais na viagem recomendo fazer o roteiro que fiz, vale a pena. Antes de Chegar em Tafi del Valle TEM Uma subida em Meio a Reserva Provincia Los Sosa MUITAS COM curva No Meio da estrada, encantadora Onde você vai andar Muito Devagar Às subidas e Paisagem Incrível. A trilha é pavimentada, porém, estreito e a condição de seu pavimento é bastante articulada, com pouca sinalização e algum tráfego. Em meio à subida você vai encontrar a figura do Monumento ao Índio, obra do artista tucumano Juan Carlos Iramain. Este lugar e Um albergue, PODEMOS Comprar artesanato, Têxteis e Produtos Regionais, Um pouco de comida para Passar e Uma foto de gravação Inevitável para fazer o monumento, cercado Por uma seca verde. A mata verde para a areia Sim, é muito interessante, em questão de pairar antes de chegar La Angostura o que era verde passa por uma terra, pedras preciosas e uma vegetação seca, está quase vazia? Tafí Del Vale está localizado…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 20:11
Sexta, 07 Dezembro 2007 17:31

Casal Larga Tudo e Imigra de Moto para os EUA - 2007

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Título: Casal Larga Tudo e Imigra de Moto para os EUA - 2007Revista: Duas RodasAno: 2007País: 3 Américas (Sul, Central, Norte)Região: Alaska - EUACidade: FlóridaAllamo
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 18:16
Domingo, 06 Dezembro 2009 17:30

Novo Livro Renato Lopes

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
O livro, “De Motocicleta – pelas carreteras da América do Sul – Os 13 países em 63 dias” nas suas 344 páginas, conta os momentos vivenciados por dois motociclistas de Santa Maria – RS, sobre uma viagem que teve início percorrendo o Brasil do Chuí – RS ao Oiapoque – AP, para depois entrar na Guiana Francesa, Suriname, Guiana e seguir pelas carreteras da América do Sul até atingir todos os países Foram mais de 23.000 km e 63 dias onde o autor foi conquistando novos amigos e revendo outros tantos, buscando experiências e aprendizado, em contatos e conversas com pessoas desconhecidas, de culturas diferentes, formando suas impressões sobre tudo, o povo, a cultura, a culinária, as cidades, os povoados, a terra, a produção dos países, a geografia e muitas fotos. A experiência do autor de 28 horas embarcado, percorrendo os rios Tocantins, Pará e outros afluentes, por mais de 400 km foi marcante pela diversidade de culturas e costumes. O livro conta com um capítulo sobre planejamento de viagem atualizado e que pode ser utilizado para consultas antes de se empreender novas viagens e aventuras, além de varias “dicas” para superar dificuldades no curso da viagem. A inclusão de…
Última modificação em Segunda, 29 Junho 2020 11:33
Segunda, 08 Junho 2009 17:30

8/6/2009 - Viagens de RENATO LOPES

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Viagens de Renato Lopes ' Caros amigos motociclistas, estou divulgando aqui, o endereço do site onde todos podem conferir relatos de viagens, fotos e outras notícias relacionadas. Nesse endereço também colocamos a disposição o livro Motociclistas nas rutas do Cone Sul . 'Confira:www.renatolopesmotoviagem.comEntre em contato e divida conosco muitas histórias de viagens e aventuras. Fraterno motoabraçoRenato LopesSanta Maria - RS 
Última modificação em Segunda, 29 Junho 2020 11:33
Domingo, 08 Novembro 2009 17:30

11/11/2009 - Viagem do Leko ao Nordeste Brasileiro

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Viagem do Leko ao Nordeste Brasileiro Leko (26 anos) - Cruzou 16 estados brasileiros, rodando mais de 8000km de Twister 250ccMatéria publicada em 09/08/2009.Entrevista por Policarpo JrDia 15/11/2009 a revista eletrônica do Rock Riders completará 2 anos de operações. Vimos conhecendo muito do mundo do motociclismo de viagem e fazendo inúmeras amizades com motociclistas dos mais diferentes perfis. Aproveitamos para agradecer a participação dos mais de 1000 Moto Clubes e Moto Grupos que já se cadastraram no Rock Riders, vindo integrar e agregar valor a toda enorme família de motociclistas estradeiros do Brasil.Dessa vez, nosso 57o. entrevistado é o motociclista Leko (26 anos - foto ao lado), trabalha no setor de Turismo, casado, roda há apenas 5 anos. Mas, com a 'fome que tem de estrada', a determinação e atitude que sentimos fazer parte da sua personalidade, certamente esse motociclista ainda irá rodar para destinos bem distantes. É membro da Irmandande motociclística Brazil Riders.Leko numa viagem solitária, pilotando uma Honda Twister 250cc, em 12 dias de viagem, percorreu mais de 8000km - média superior a 650km/dia, cruzando 16 estados do nordeste, norte e centro-oeste brasileiro (onde as estradas não tem nada a ver com as pistas lisas que temos na…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 18:22
Segunda, 06 Dezembro 2010 17:30

8/2/2010 - Nova Friburgo - Uruguai - na Lander !

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Nova Friburgo - Uruguai - na Lander ! Gente, estou mandando um relato da viagem ao Uruguai pra vocês. Aproveito pra agradecer os comentários e o apoio, pois não foi fácil fazer essa viagem, que só foi possível graças a uma economia de vários meses e o apoio logístico de vários amigos, a começar pelo Lavina e Ferro, da filial SC, da Milene, dos companheiros do Brazil Rider´s, Clube XT600 e Irmandade Estradeira, que me receberam em suas casas e evitaram que eu estourasse o orçamento e tivesse que voltar antes da hora, rs!!! Fico feliz em saber que contribuí para que os amigos do Sul continuem tendo uma boa imagem de nosso MC e que venham nos visitar em nossa festa de aniversário. Devo a inspíração às sensacionais viagens de Ronaldinho, Zé Armando, Payakan, Rafael, Júnior, Alemão, entre tantos, que me honram com suas companhias. Ao apoio da diretoria, como o Max, Tato, Marcão, Cidão, colegas das outras filiais entre tantos colegas bacanas do MC. Bom, chega de papo, está aí o relato, pra quem quiser ler. Se Deus quiser estarei aí em Guarulhos numa data próxima pra rever os amigos. Um grande abraço, Kike.Saí de Nova Friburgo, sozinho…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 18:43
Segunda, 19 Abril 2010 17:30

19/4/2010 - Maringá (PR) para Abrolhos (BA)

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Maringá (PR) para Abrolhos (BA) Viagem de moto sozinho de Maringá – PR para Abrolhos - BA1º primeiro dia – Maringá - PR – Ribeirão Preto –SP – 660 km - Maringá/Londrina/Assis/Marilia/Taguaritinga/Ribeirão Preto Saida de Maringá dia 28 de fevereiro de 2010Km saída 2718Hora saída 07:001 primeira parada Londrina - média 18,80 k/l2 parada – Assis média 17,53Chegada às 16:00 h - Ribeirão Perto – média 13,74Dias 1, 2 e 3 março - em Rib Preto - SPDia 4 e março - Ribeirão Preto - Barbacena - MG - 640 km – média 19,01Dia 5 de março – Barbacena – Ubú – ES - 493 kmDia 6 de março Ubú – Ilha de Guriri – ES - 301 kmDia 7 de março Ilha de Guriri – Alcobaça – BA 227 kmDia 8 de março Alcobaça – Caravelas – BA – Ponta de Areia – Barra – Alcobaça73 kmDia 9 de março – Alcobaça – Prado – BA 26 kmDia 10 e 11 de março – PradoDia 12 de março – Prado – Caravelas – Abrolhos – Caravelas – Prado – 104 kmDia 13 de março – Prado – Ipatinga – MG – 574 kmDia 14 de março – Ipatinga –…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 18:37
Segunda, 06 Dezembro 2004 17:29

Maringá(PR) para Búzios(RJ)

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Relato de Viagem Maringá (PR) – Búzios (RJ) – 1300 km Triumph Rocket III Essa foi minha primeira viagem “longa” de moto e sozinho, antes disso já tinha rodado no maximo 250km ida e volta para lugares próximos. Me preparei umas duas semanas antes, creio que não tinha tanta coisa pra planejar, já que tinha ido outras vezes de carro para Búzios. Também foi a primeira viagem que fiz com a Triumph Rocket III (para os que têm ou querem ter a moto, tenho dados de consumo e desempenho nesse relato, algo que não tinha achado ainda na Net). Antes de ir, comprei uma bolsa traseira e um par de alforjes, que foram bem úteis e sobrou espaço. A única coisa que levei de especial foi um spray selante para pneu (não sei bem se iria utilizar, acho que só se furar parado o pneu. Se furar andando acho que não teria função, estaria bem ruim meu estado) . Sai daqui umas 7:00 da manhã de sábado (19/06) com um frio de uns 12 graus e sensação térmica bem abaixo disso. Fui com luvas sem dedos (tive que trocar depois de Ibiporã pq tava congelando). Logo no posto policial de…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 18:31
Avalie este item
(1 Votar)
11/07/2009. A REALIZAÇÃO DE UM SONHO ANTIGO. Quando Indagado sobre a minha expedição e o porquê dessa loucura, disse às pessoas que não acreditavam no meu potencial, na minha coragem e determinação em realizá-la, e que com isso tentaram-me desestimular e fazer desistir desse sonho tão antigo e agora tão real, e que está prestes a ser realizado: “Muitas são as razões que me motivam a buscar meus objetivos e a realizar os meus sonhos mais profundos. Algumas dessas razões são nobres e dignas, outras são emergenciais e até mesmo casuais. Em verdade, o mais importante é que tenho projetos e sonhos realizáveis, metas definidas e firme disposição para persistir sempre. Distinguir as palavras de otimismo e encorajamento das palavras de desestímulo sempre foi para mim uma tarefa fácil. Usei, portanto, o bom senso e o discernimento para saber insistir no que realmente vale à pena, e naquilo que eu queria realmente, sem me deixar acovardar pelos discursos pessimistas das pessoas de pouca fé, projetei e realizei minha expedição sem, no entanto dar ouvidos aos desacreditados e pessimistas, viajei durante 118 dias, pelos caminhos do Brasil em uma motocicleta FALCON NX 400C(HONDA). Visitei e conheci todas as capitais Brasileiras, ilha…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 16:51
Terça, 12 Outubro 2010 17:29

Uma viagem sempre se inicia por um sonho !

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
Diário de bordo de viagem realizada por nove estados Brasileiros (RS, SC, PR, MS, MT, GO, DF, MG, SP) de 21/07 a 04/08/2010. Uma viagem sempre se inicia por um sonho! Desta forma, a mais de ano nasceu o sonho de conhecer e explorar locais mundialmente reconhecidos como maravilhas da natureza e que estão aqui no nosso Brasil, tais como: BONITO – MS, CHAPADA DOS GUIMARÃES – MT, RIO ARAGUAIA, na divisa de MT e GO. Também era nosso desejo, participar do 7º MOTO-CAPITAL em Brasilia – DF, para reencontrar amigos que comungam do mesmo gosto pelo mototurismo. Logicamente tudo isso como uma justificativa aceitável para rodar de MOTO e promover o 14º MERCOCYCLE (08 a 10 de outubro e 2010 em Santa Maria www.gauderiosdoasfalto.com.br). O primeiro passo foi convidar parceiros que se parecessem conosco, no gosto pela moto-aventura, parceria, seriedade, amor a família e responsabilidade; Acertamos em cheio, são eles: Cleber Winckler da Silva YAMAHA TDM 900 Luiz Fernando Jaques Cunha SUZUKI Vtrom 1000 Milton Luiz Moraes de Andrade SUZUKI Vstrom 1000 Vitor Hugo Dal Molin YAMAHA Fazer 600. Assim sendo, no dia 21 de julho 2010, as 06 h e 45 min no Posto Dutra, tendo por primeira…
Última modificação em Quinta, 21 Mai 2020 18:34
Terça, 26 Outubro 2010 11:29

Viagem a Província de Neuquén (AR)

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
RELATO DE VIAGEM À PROVÍNCIA DE NEUQUÉN - ARGENTINA (26/10/2010 a 16/11/2010) (Muito mais “crônicas de viagem” do que “relato”) Por Jordan Wallauer P ilotar moto, isto foi o que decidi aprender quando fiz 60 anos, pois até então só sabia andar de bicicleta. Assim, meu presente aniversário e de Natal de 2008 foi uma Yamaha YBR 125cc, com a qual rodei exatos 550 km para aprender alguma coisinha sobre motos. No Natal de 2009 troquei esta moto pela Honda XRE 300cc, que carinhosamente chamo de La Negra, com a qual rodei 1.000 km (dois tombos incluídos, um bem doloroso) para fazer a primeira revisão, após o que viajei, em abril de 2010, para Montevidéu, acompanhando meu irmão Jonas, que tem uma XT 660. Pronto, isto bastou para me viciar nesta coisa de viajar, fazendo parte da paisagem e não ficar vendo a paisagem pela janela do carro, como diz o Cícero Paes. Logo após a viagem à Montevidéu começamos a planejar, para outubro/2010, uma viagem à Cordilheira Argentina, entre Bariloche e Mendoza. Ao Norte de Mendoza e ao Sul de Bariloche já havíamos viajado de carro e conhecíamos razoavelmente bem. Iríamos, os dois irmãos, de moto e as esposas…
Última modificação em Quarta, 23 Janeiro 2019 17:53
Avalie este item
(0 votos)
5.370 KM de XT pelo Centro Oeste do Brasil. Esta Viagem foi realizada por mim Gilmar Calais Assafrão, morador de Duque de Caxias/RJ, com uma moto Yamaha XT 600 E, no período de 11/02/2005 à 24/02/2005, onde foram percorridos um total de 5.370 KM. Pela primeira vez viajaria sozinho (pois meu amigo que ia comigo, não pôde ir, e minha esposa não poderia se ausentar do RJ, por motivos profissionais), porém estaria na companhia espiritual de Deus e Nossa Senhora Aparecida, que foram meus fieis companheiros durante toda a viagem. Outro diferencial desta minha viagem, em relação a outras realizadas anteriormente, foram os amigos virtuais do Clube XT600 que encontrei em algumas cidades por onde passei. Eu explico, dentre diversas sites existentes na “Internet” a respeito de motociclismo, me identifiquei muito com o “www.XT600.com.br”, destinado aos admiradores desta ótima moto da Yamaha. Como acesso o site quase que diariamente, passei a conhecer virtualmente, ou em alguns casos pessoalmente, diversos motociclistas de todo o Brasil, que comungam da mesma admiração por motos e viagens. Dentre estes amigos virtuais, tive o prazer de conhecer pessoalmente alguns nesta viagem, pois durante os preparativos, fiz contatos com os residentes nas cidades por onde passaria,…
Última modificação em Quarta, 23 Janeiro 2019 17:59
Sábado, 04 Fevereiro 2006 15:28

Assafrão pelo Nordeste em 2006

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
8.000 kms de moto pelo Nordeste do Brasil . Esta viagem foi realizada por mim, Gilmar Calais Assafrão, morador de Duque de Caxias / RJ, Assistente de minha esposa, Simone Neto de Souza Assafrão, no período de 04/02/2006 à 24/02/2006, onde foram percorridos exatos 7.998 kms, passando por todos os estados do Nordeste, com uma moto Yamaha XTE 600 98. Depois de 2005 para a revista Centro-Oeste em 2005, da primeira vez que minha carreira iria me acompanhar, que seria uma viagem maior / aventura de moto, tanto pela distância quanto por percorrer, como pelas dificuldades com Em vias de ser-as-estradas, o perigo de assaltos no sertão da Bahia e em Pernambuco, e outros em um tipo de viagem. Porém, eleitores de Deus e Nossa Senhora Aparecida, que foram nossos companheiros de viagem, cuidando de nós em todos os momentos. Nesta viagem, também pudemos ter o prazer de conhecer os nossos amigos virtuais do “Clube XT”, Franz (Nosso cicerone no Ceará), Celinha, Carlos-PE, Léo Siri, Adelson-AL, entre outros, além de várias outras pessoas maravilhosas Que cruzam com o caminho de viagem, como a Lana e seu marido, de Luiz Correia, D. Terezinha, dona da pousada em Brejo Santo / CE,…
Última modificação em Quinta, 13 Dezembro 2018 17:48
Segunda, 02 Fevereiro 2004 15:28

Assafrão: de XT pelo SUL em 2004

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
VIAGEM DE 4.200 KM PELO SUL DO BRASIL. (Rio-Balneário Camboriú-Florianópolis-Serra do Rio do Rastro-Foz do Iguaçu-Rio). Esta viagem foi realizada por mim, Gilmar Calais Assafrão, com uma XT 600 E, juntamente com meu amigo, José Juvenal Vaz, de NX 400 Falcão, no período de 02-02-2004 de 12-02-2004. Somos amigos e motociclistas e moramos em Duque de Caxias-RJ. Como em viagens de moto, uma das maiores vantagens, e estar em harmonia com o ambiente ao redor, e nós não tínhamos pressa. Resolvemos pela Rio-Santos, e pela estrada da Graciosa no Paraná, o que foi com uma grande precisão, devido aos deslumbrantes espectadores das mesmas, com muito mar e serra sempre nos acompanhando. 02-02-2004 - Nossa viagem às 6:00 hs da manhã de segunda-feira de sol forte, em torno de nós 720 km, sendo os primeiros 450 km, como já foi dito, de belíssimas paisagens, com o mar a nossa direita e a direita, o lindo verde da Serra que acompanha a estrada. No final da Rio-Santos, pegamos a Rod. Piaçaguera-Guarujá e depois uma Rod. Pedro Taques (Trânsito pesado e muitas carretas na altura de Cubatão-SP) até Mongaguá, onde almoçamos. Quando faltavam apenas 20 km para chegarmos a Registro-SP, já na Régis…
Última modificação em Quinta, 13 Dezembro 2018 17:49
Sábado, 24 Fevereiro 2007 15:28

Assafrão: Brasil/Argentina/Uruguai/Paraguai em 2007

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)
6.600 KMS DE MOTO PELO SUL DO BRASIL, URUGUAI, ARGENTINA E PARAGUAI. (2007) Depois de um ano de trabalho, mais uma vez chegaram as nossas esperadas férias. E como de costume, eu, Gilmar Calais Assafrão, e minha esposa, Simone Neto de Sousa Assafrão, colocamos nossa moto “XT 600 E” na estrada, nesta vez em uma viagem de 6.600 kms pelo Sul do Brasil. Também pela primeira vez, dando uma especial atenção a esta viagem, viajamos pelo Uruguai e Argentina e conhecemos também como capitais Montevidéu e Buenos Aires. A primeira incursão internacional sobre as rodas, um antigo sonho meu, apesar de uma perspectiva pequena, se mostrou muitíssimo interessante, sobre todos os aspectos. Foi muito gratificante conhecer um pouco da cultura, hábitos e costumes dos nossos vizinhos. Além disso, dismistifiquei os antigos conceitos que prevêem a mudança de costumes, documentos, idioma, hospitalidade, outras funções, comum em “marinheiros de primeira viagem”, como nós. Uma outra coisa que não chegou a ser um obstáculo, pois foi apenas uma constatação do que já foi lido em outros viajantes, mais deixou-nos muito felizes. Foi à cordialidade e simpatia do povo Uruguaio e Argentino em geral. As vezes, sem exceção, em nossa viagem que precisa de…
Última modificação em Quinta, 13 Dezembro 2018 17:49
Página 1 de 2